Informação sobre ansiedade, enquanto patologia, causas, sintomas e tratamento da ansiedade, identificando o diagnóstico de fobias, transtorno de pânico, obsessivo, de estresse e  ansiedade generalizada, com dicas para a sua prevenção.


domingo, 28 de setembro de 2014

Sintomas físicos de ansiedade

A ansiedade pode causar muitas sensações no corpo, que se prepara para o perigo. Estas sensações são chamadas de "reação de alarme", e ocorrem quando o sistema de alarme natural do corpo é ativado.
Batimento cardíaco rápido e respiração rápida ocorre quando o corpo se prepara para a ação, obtendo o sangue e oxigênio suficiente para os principais grupos musculares e órgãos essenciais, permitindo-lhe fugir ou lutar contra o perigo.

- Suar. Suar esfria o corpo. O suor também torna a pele mais escorregadia e difícil para um animal ou pessoa o agarrar ou atacar. 
- Náuseas e dor de estômago. Quando confrontado com o perigo, o corpo desliga sistemas/processos que não são necessários para a sobrevivência. Dessa forma, pode dirigir a energia para funções que são críticas para a sobrevivência. A digestão é um dos processos que não é necessário em caso de perigo. Devido a isso, a ansiedade pode levar a sentimentos de dores de estômago, náuseas ou diarreia.
- Sentimento de tonturas ou vertigens. Porque o nosso sangue e oxigênio dirige-sei para os principais grupos musculares quando estamos em perigo, nós respiramos mais rápido, a fim de mover o oxigênio para os músculos. No entanto, esta resposta pode causar hiperventilação (muito oxigênio, devido a respiração muito rápida, para preparar o corpo para a ação), o que pode fazer você sentir tonturas ou vertigens. Além disso, como a maior parte de seu sangue e oxigênio que vai para os braços e pernas (para "lutar ou fugir"), existe um ligeiro decréscimo de sangue para o cérebro, o que também pode fazer com que se sinta tonto. Não se preocupe! a ligeira diminuição do fluxo sanguíneo para o cérebro não é perigosa.
- Aperto ou dor no peito. Seus músculos ficam tensos quando o seu corpo se prepara para o perigo. Portanto, o seu peito pode sentir-se apertado ou doloroso quando você toma grandes respirações, enquanto os músculos peitorais ficam tensos.
- Sensações de dormência e formigamento. A hiperventilação (demasiado oxigênio) também pode causar dormência e formigamento As sensações de formigamento também podem estar relacionadas ao facto de que os cabelos em nossos corpos, muitas vezes levantam-se, quando confrontados com o perigo, já que este aumenta a nossa sensibilidade ao. toque ou movimento. Finalmente, os dedos das mãos e pés também podem sentir dormência/ formigamento, já que o sangue flui para longe dos locais onde ele não é necessário (como os dedos) e vai para grandes grupos musculares que são necessários (como os braços).
- Visão Irreal ou visão brilhante. Ao responder ao perigo, nossas pupilas dilatam para deixar entrar mais luz, e para ter a certeza de que nós podemos ver com clareza suficiente. Esta reação faz com que o ambiente pareça mais brilhante ou mais confuso, e às vezes menos real.
- Pernas pesadas. Ao preparar as pernas para a ação (luta ou fuga), existe um aumento da tensão muscular, bem como aumento do fluxo sanguíneo para os músculos, podendo causar a sensação de pernas pesadas.
- Sensações de sufoco. Aumento da tensão muscular ao redor do pescoço, ou respiração rápida ressecam a garganta, o que pode provocar uma sensação de sufoco.
- Os flashes quentes e frios. Estas sensações podem estar relacionadas com sudorese e constrição dos vasos sanguíneos na camada superior da pele. Esta constrição também ajuda a reduzir a perda de sangue, se você for ferido.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL