Informação sobre ansiedade, enquanto patologia, causas, sintomas e tratamento da ansiedade, identificando o diagnóstico de fobias, transtorno de pânico, obsessivo, de estresse e  ansiedade generalizada, com dicas para a sua prevenção.


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Tratamento das fobias

Pensa-se que a forma mais eficaz de conseguir tratar as pessoas que sofrem de fobias se consegue através da combinação de psicoterapia e medicamentos que são específicos para o tratamento de fobias. Uma forma de psicoterapia envolve a exposição do indivíduo de uma gradual à sua fobia, criando circunstâncias que estão cada vez mais próximas da sua fobia (dessensibilização). Estas situações podem consistir em estímulos reais ou gerados por computador, provocando ansiedade.
Foi demonstrado que a terapia cognitiva comportamental (TCC) pode reduzir significativamente os sintomas fóbicos, ajudando o sofredor de fobia a mudar a sua maneira de pensar. A terapia cognitiva comportamental usa três técnicas para alcançar este objetivo:

Componente didáctica

Esta fase envolve a educação do indivíduo sobre fobias, e formas de tratamento e ajuda, de modo a criar no paciente expectativas positivas e cooperação para a promoção da terapia necessária ao tratamento da fobia.

Componente cognitiva

A componente cognitiva ajuda a identificar os pensamentos e suposições que influenciam o comportamento da pessoa, particularmente aqueles que podem predispô-la para ser fóbica.

Componente comportamental


Esta componente emprega técnicas de modificação de comportamentos para ensinar o indivíduo a utilizar estratégias mais eficazes para lidar com problemas fóbicos.

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL